Teoria comportamentalista de ensino: você já se perguntou como funciona uma escola que adota esse modelo?

Ernesto Matalon
Ernesto Matalon
3 Min Read
Sergio Wilfrido Vasques Benitez

Sabia que as abordagens teóricas de ensino são muitas, as quais vão desde a abordagem tradicional até a abordagem sociocultural? Para Sergio Wilfrido Vasques Benitez, que é entusiasta da educação, saber disso é extremamente importante, não porque existe uma abordagem preferível à outra nos tempos atuais, mas para entender a história da educação e ter um olhar crítico sobre a mesma, até porque, cada uma das teorias foram aplicadas e serviram/servem para épocas e contextos diferentes.

Uma das abordagens teóricas de ensino é a chamada abordagem compormentalista, cujo o objeto da mesma é o empirismo, isto é, o conhecimento através da experiência. No entanto, se esse é um tema que te parece confuso, não deixe de conferir este artigo até o final e usufruir dos conhecimentos dispostos por Sergio Wilfrido Vasques Benitez.

Entenda o conceito

Na prática, o comportamentalismo funciona pautado na experiência planejada, para que se adquira conhecimentos. Em outras palavras, os modelos de ensino utilizados a partir dessa abordagem consistem em analisar processos e, a partir dos mesmos, moderar — através da punição — ou reforçar comportamentos. Além disso, o aluno, nessa abordagem de ensino, é visto como um recipente de informações, no qual o professor atribui controle sobre o mesmo, a fim de que seja atingidos objetivos comportamentais.

Sergio Wilfrido Vasques Benitez acredita que outro ponto interessante a considerar é que o homem, o mundo, a sociedade, o conhecimento, e o ensino-apredizado são temas que constituem essa abordagem de ensino, de modo que o o primeiro elemento citado desse sistema sofre as consequências de influências ou forças do meio ambiente, enquanto que o mundo, por sua vez, trata-se de uma realidade cujo fenômeno é objetivo, ou seja, ele já é construído e o indivíduo é um produto do meio — que pode ser manipulado.

Já a sociedade-cultura diz respeito ao ambiente social, que é entendido, também, como um espaço em que se irá preservar o comportamento daqueles que estão inseridos nela. Desse modo, Sergio Wilfrido Vasques Benitez entende que pode-se referir à mesma como um conjunto de contigências de reforço, já que trata-se desse espaço experimental. 

O conhecimento, por sua vez, se dá como a base da experiência planejada, mas de modo que também seja resultado direto da mesma. Sendo assim, pode-se afirmar — sobre a educação — que ela vai se dar por meio da modificação e agregamento de conhecimentos, fazendo com que a escola se adapte à maneira com que deseja manter os pensamentos. 
Sendo assim, por fim, mas não menos importante, no que cerne ao ensino-aprendizagem, o renomado Sergio Wilfrido Vasques Benitez comenta que trata-se de comportamentos dos alunos que serão inseridos e mantidos por meio das contigências de reforço, as quais englobam condicionantes e reforçadores.

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *