Comece a exportar os seus produtos em apenas 4 passos

Ernesto Matalon
Ernesto Matalon
4 Min Read
Valdir Agostinho Piran

Para Valdir Agostinho Piran, acionista de empresas do setor financeiro, o Brasil é um dos países que mais produz matérias-primas em todo o mundo. Notamos esse benefício, principalmente, por causa das condições climáticas ideais, e do vasto espaço para a produção e desenvolvimento do agronegócio, você não concorda? E é justamente por isso que as outras nações decidem investir em produtos brasileiros, pois somos nós quem ofertamos em melhor qualidade e quantidade.

Ainda assim, nem todas as pessoas conhecem as etapas, documentos e necessidades para começar a exportar e lucrar. Neste artigo, trataremos de expor 4 tópicos que devem ser considerados para a realização da exportação em boa categoria. Sendo assim, se esse assunto te interessa e você quer aumentar o seu repertório sobre o setor de exportação, leia esse artigo até o final!

Sobre a exportação no Brasil

Conforme pontua Valdir Agostinho Piran, só no ano de 2022, o valor da exportação brasileira apresentou um aumento de 18% em relação ao ano anterior. Em média, os lucros obtidos somaram cerca de 253,84 bilhões de dólares. Tudo isso ocorreu e ainda ocorre, como já mencionamos, pois a nossa nação é uma das que mais produzem matérias de qualidade e em larga escala. Logo, se você deseja fazer parte desse crescimento lucrativo, que beneficia não só a você, como o capital do país, basta seguir estes 4 passos a seguir:

4 passos de elaboração para a exportação de produtos brasileiros

  1. Tenha toda a documentação

O primeiro passo, e talvez o mais óbvio, é estar com toda a sua documentação preparada para conseguir enviar os seus produtos. Além disso, é importante estar atento com as diferenças de pedidos para países de outros continentes, por exemplo, já que dependendo do destino, é possível haver controvérsias ou uma burocracia a mais.

  1. Esteja de acordo com as normas

E assim como a documentação, o ideal é que você reconheça as normas de exportação brasileira. Conforme comenta Valdir Agostinho Piran, estar de acordo com as necessidades da Receita Federal e fazer cadastro no Radar, são algumas das etapas que não podem faltar durante esse processo organizacional. Lembrando que se você se esquecer das normas, é bem possível que a sua mercadoria nem saia do lugar.

  1. Saiba para quem você irá exportar

Além disso, é sempre bom ter em mente quem será o seu cliente internacional, isso porque, é muito mais difícil encaminhar os seus itens para um local que não tenha um comprador, ou que não conheça o que você oferece. Portanto, venda a sua mercadoria para alguém, e só após definir o local e os investidores que você deverá se preocupar em levar os seus itens para fora.

  1. Acompanhe todo o processo

E para finalizar, conforme explica Valdir Agostinho Piran, o ideal após o envio dos itens é acompanhar todo o processo. Isso posto pois, infelizmente, alguns artigos acabam se perdendo no meio do caminho, por isso, apostar em um seguro eficaz também contribui para uma maior certeza de que você não irá sair prejudicado, não é mesmo?

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *