Empresa afasta homem que assediou mulher dentro de elevador

Ernesto Matalon
Ernesto Matalon
5 Min Read
Empresa afasta homem que assediou mulher dentro de elevador

Vítima saía do trabalho, em prédio comercial no bairro Aldeota, em Fortaleza, quando homem tocou no corpo dela. Polícia Civil investiga o caso.

O homem que assediou uma nutricionista em um elevador em Fortaleza foi afastado das atividades da empresa onde atuava como assessor de investimentos. Por meio de nota, a empresa comunicou o afastamento de Israel Leal Bandeira, nesta segunda-feira (18), e disse que “repudia” qualquer ato de violência, abuso ou importunação.

Imagens de câmeras de segurança do prédio comercial onde a vítima trabalha flagraram o momento em que o homem aproveitou o momento em que ela saiu do elevador para tocar nas nádegas dela. As câmeras também registram a placa do veículo utilizado pelo homem denunciado.

O denunciado é Israel Leal Bandeira, consultor em uma empresa de investimento. Tentamos contato com ele desde segunda-feira (18), mas não conseguimos localizar a defesa. As redes sociais dele foram desativadas após a denúncia, e os telefones da empresa onde ele trabalhou, M7 Investimentos, não atendem nesta terça-feira, devido ao feriado estadual no Ceará.

Em nota divulgada na segunda, a empresa disse que ele foi afastado.

“O referido profissional foi afastado de suas atividades na empresa, de imediato e em definitivo, sem prejuízo do exercício do seu direito de defesa junto às instâncias competentes”, diz a nota da empresa.


A nutricionista registrou boletim de ocorrência após ser tocada. A equipe jurídica que defende a vítima enviou nota e informou que o episódio aconteceu no dia 15 de fevereiro nas dependências de um prédio comercial no bairro Aldeota.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, a vítima tem 25 anos e denunciou crime de importunação sexual, que está sendo investigado.

Vítima gritou, e homem correu

Por meio de vídeos, a vítima compartilhou o ocorrido, e as imagens tiveram grande circulação nas redes sociais. Nos relatos, a mulher contou que havia terminado de trabalhar quando pegou o elevador para deixar o prédio comercial.

O homem descia sozinho com ela no elevador. Quando a mulher saía em direção ao estacionamento, ele a tocou. No vídeo, é possível ver que a vítima ainda conseguiu olhar para o agressor antes que as portas do elevador se fechassem.

“Quando aconteceu, fiquei em choque, sem acreditar. Xinguei, chutei o elevador na porta de fora, chorei, senti raiva, me senti impotente. Eu estava em um prédio comercial, com várias câmeras, mas isso não bastou pra esse maníaco. E isso é o que acontece todos os dias (se não pior) com várias mulheres por aí”, escreveu em relato na rede social.

Em outro momento, as câmeras do prédio mostram o homem correndo pelo estacionamento em direção ao próprio carro. Segundo a vítima, ele estaria fugindo depois que ela começou a gritar devido ao ocorrido no elevador.

Vítima pede justiça

Em nota, a equipe jurídica informa que a vítima foi “amparada por um colaborador do prédio comercial, que contribuiu na identificação do agressor”.

Entramos em contato com a mulher, que afirmou estar abalada e não conseguir se pronunciar sobre o assunto no momento. No entanto, ela transmitiu uma mensagem por meio de nota da equipe jurídica.

“Ressalto que, em nome de tantas outras mulheres que são, diariamente, vítimas de situações como essas, não quero (e nem vou) deixar essa situação impune! Por isso, todas as medidas judiciais (cíveis e criminais) já estão sendo tomadas para que esse indivíduo não fique impune e que, consequentemente, seja feita justiça!”, diz a nota da Bandeira Isidoro Advogados.

Segundo a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), o caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza, que está realizando diligências sobre a denúncia.

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *